quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Bolo de Maçã

É muito interessante a textura que as maçãs conferem à massa desse bolo, que também foi preparado pela Suzy. 
Alla ricetta...
Ingredientes:
2 maçãs grandes
1/2 xícara de óleo vegetal
2 ovos
2 colheres (sopa) de açúcar refinado
1 colher (sopa) de canela moída
1 xícara de açúcar (demerara ou mascavo)
1 1/4 xícara de farinha de trigo
1 colher (sobremesa) de fermento químico
1 xícara de nozes, ameixas secas e uvas passas
Para polvilhar o bolo pronto:
1 colher (sopa) de açúcar
1/2 colher (sopa) de canela

À diversão:
Ela descasca as maçãs, corta em pedaços pequenos e separa as cascas. Polvilha com açúcar refinado, canela e reserva.
Numa tigela ela coloca o trigo e o fermento peneirados.
Bate no liquidificador o óleo, ovos, as cascas das maçãs e o açúcar (demerara ou mascavo) e mistura com o trigo e fermento. Junta então as maçãs picadas, nozes, ameixas e passas.
Coloca a mistura numa forma untada e polvilhada com trigo e leva para assar em forno pré aquecido a 170 graus por 50 minutos ou até que um palito fincado na massa saia seco.
Desenforma e polvilha com canela e açúcar.

Bom apetite!

O pulo do Chef: As frutas secas podem ser substituídas por damasco, amêndoas, etc. Como os fornos têm variações de temperatura, o tempo de assar pode variar, então o teste do palito é muito importante.

 Deixe aí abaixo sua avaliação com um simples clique.
Print Friendly and PDF

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Risotto de Camarões, Ervilhas e Tomates

Esse é mais um risotto preparado pela Suzy! E como tantos, sua cremosidade é indescritível. Meu papel? Documentar a receita, preparar alguns ingredientes e... comer!
Alla ricetta...
Ingredientes:
400g de camarões médios e pequenos limpos

200g de arroz arbório
30g de manteiga sem sal
50ml de vinho branco seco
1 cebola roxa média triturada
1 tomate maduro, descascado, sem sementes, picado a brunoise
80g de ervilhas frescas
Caldo de legumes (base tradicional: cebola, cenoura e salsão) qb
1 dente de alho para saborizar o azeite
Salsinha picada qb
Azeite de oliva qb
Sal qb

À diversão:

Ela salteia os camarões rapidamente em azeite saborizado com alho e reserva aquecidos.

Numa boa caçarola ela entra com um traço de azeite, uma pontinha de colher de manteiga e a cebola para dourar levemente.
Entra com o arroz, frita por um par de minutos, entra com vinho, deixa evaporar o álcool, sempre mexendo e começa a agregar o caldo pouco a pouco.
Agrega as ervilhas e segue mexendo suavemente e agregando caldo.
Chegando no ponto certo de cozimento, entra com a manteiga, mistura bem e entra com os tomates e os camarões pré-salteados.

Mexe suavemente, corta o fogo, cobre e deixa descansar por alguns minutos antes de servir.
Coloca no prato e pulveriza com salsinha!
Serve 2 a 3 porções.


Bom apetite!!!

O pulo do Chef: Um cuidado especial é com o ponto de cozimento das ervilhas. É preciso monitorar bem para que chegue ao ponto certo junto com o arbório. A entrada dos tomates e dos camarões previamente salteados é mais simples... basta ficarem o tempo necessário para igualar a temperatura.

Deixe aí abaixo sua avaliação com um simples clique.
Print Friendly and PDF

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Calamares e Arroz com Caldo de Polvo e Trufas

Quando se cozinha um polvo acaba restando um rico, belíssimo e saboroso caldo, muitas vezes não completamente utilizado naquela receita que tem o polvo como ingrediente principal. Ele é resultado dos temperos colocados na água como cebolas, talos de salsão, cravo, ginepro, paprika, sal e as tintas que o polvo acaba entregando.
Essa receita é apenas uma idéia de como utilizar o caldo de cozimento de polvo no preparo de um belíssimo e colorido arroz com calamares.

Alla ricetta...
Ingredientes:
1 xícara de arroz comum
2 a 3 xícaras de caldo do cozimento de polvo
300g de calamares em anéis
1/2 cebola picada a brunoise
1 dente de alho esmagado
1 abobrinha picada em cubos
12 tomatinhos-cereja inteiros
1 trufas negra laminada qb
Salsinha picada qb
Azeite de EVO*
Sal qb
* Ver glosságio

À diversão:
Eu levo uma caçarola ao fogo com azeite. Quando atingir boa temperatura entro com a cebola e o alho. Deixo que fiquem translúcidos e entro com o arroz. Frito bem, junto o caldo, misturo e deixo cozinhar em fogo médio.
Numa sartén, passo os anéis de calamares em azeite muito rapidamente. Ajusto o sal e reservo. Nessa mesma sartén, entro com a abobrinha, deixo ficar "al dente", junto os tomatinhos-cereja apenas para que ganhem temperatura. Reservo.
Confiro a textura do arroz, pico uma trufa em fatias bem fininhas e parto para o empratamento.
Acomodo uma porção de arroz no centro de cada prato, coloco por cima os anéis de calamares, junto os cubos de abobrinha, os tomatinhos-cereja, salpico com salsinha, fatias de trufas e um traço generoso de azeite.
Sirvo imediatamente.
Bom apetite!
Serve 3 porções.


O pulo do Chef: As trufas devem ser cortadas no momento do empratamento ou finalização. É bom que fiquem em contato com o calor dos demais ingredientes para que entreguem os aromas raros dessa especiaria.
Os caldos, como esse de polvo, podem ser congelados em forminhas de gelo para uso quando necessário.

Deixe aí abaixo sua avaliação com um simples clique.
Print Friendly and PDF

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Lombo de Pescada Cambucu em cama de Legumes

Esse lombo de Pescada Cambucu foi o prato principal do Workshop que fizemos em 16/Fev/2013 em Vinhedo. As quantidades apresentadas aqui estão dimensionadas para 4 pessoas.
Alla ricetta...
Ingredientes:
1 filé de Cambucu de aproximados 1 Kg (4 pedaços)
200g de cogumelos de Paris
200g de ervilhas tortas
200g de tomatinhos-cereja
200g de azeitonas pretas graúdas descaroçadas
1 limão siciliano fatiado
150g de cream cheese Philadelphia
Noz moscada ralada na hora qb (ou pimenta do reino branca)
Ramos frescos de endro
Folhas frescas de tomilho
Azeite EVO qb
Sal qb

À diversão:
Eu seco em papel absorvente os nacos de Cambucu, tempero com sal e noz moscada e deixo descansar.
Enquanto isso cuido de preparar os legumes. Retiro os fios das laterais das vagens de ervilha torta e salteio em azeite e sal até ficarem tenras.
Salteio também os tomatinhos com as azeitonas e reservo. Finalmente, salteio os cogumelos que necessitam de muito menos tempo.
Com os legumes prontos, levo uma boa sartén ao fogo com azeite e deixo aquecer bem.
Retomo os nacos de Cambucu, polvilho uma poerinha de trigo sobre eles e deito cada um na sartén deixando 2 a 3 minutos de cada lado.
Monto os pratos fazendo uma cama com os cogumelos e ervilhas tortas. Acomodo sobre eles um naco de Cambucu, sobre eles os tomatinhos e as azeitonas. Adiciono algumas porções de Philadelphia, fatias de limão siciliano, um raminho de endro e folhinhas de tomilho sobre o peixe. FInalizo com um fio de azeite e sirvo imediatamente.
Serve 4 porções.

O pulo do Chef: Uma boa observação nesse prato é o cuidado com o cozimento dos vegetais. Eles têm tempos diferentes de cozimento e precisam ter sua textura preservadas para dar um toque crocante ao prato, contrastanto com a suavidade e maciez da carne da pescada Cambucu... e falando nela, igualmente merece um cuidado especial. O toque do dedo sobre eles enquanto estiverem na sartén ajuda muito a definir o ponto. Se for necessário, até uma "abridinha" num deles para checar seu intetior é válido.

Deixe aí abaixo sua avaliação com um simples clique.
Print Friendly and PDF