terça-feira, 13 de outubro de 2020

Cação FRESCO Ensopado de Mãe (quase)

Eu sou fã desse peixe por muitas razões, como seu sabor delicado, textura macia, espetacular para criança por não oferecer o perigo das espinhas, seu custo razoável... e tantas outras coisas.
Porém - sempre tem um porém - se for congelado, é um dos que mais perdem qualidade e características. Alguns ficam parecendo uma esponja, perde muito da umidade natural em relação ao fresco, às vezes ganha um certo aroma característico de peixe congelado, etc...
Então, recomendo muito esse peixe, desde que seja fresco, bem FRESCO!
Por último, esse preparo lembra muito como minha mãe Olivia fazia, mas eu não podia deixar de acrescentar alguns ingredientes que tenho certeza, potencializam os sabores, como noz moscada ralada na hora (ou pimenta do reino), o salsão, o coentro e o Old Bay (opcional)... essa foi a razão de eu acrescentar o "quase" ao nome da receita.

Alla ricetta...
Ingredientes:
1 kg de cação FRESCO em postas
2 tomates, descascados, picados em cubos
1 cebola bem picada
1 dente de alho, super picadinho
1 cenoura bem batidinha
2 talos de salsão
2 colheres (sopa) de talos de coentro picados
4 colheres (sopa) de pasta de tomate
1 colher (café) de Old Bay (opcional)
2 folhas de cebolinha verde super graúda cortadas em anéis grandes
1 colher (sopa) de cebolinha verde bem picadas em anéis bem pequenos
Noz moscada ralada na hora qb (ou pimenta do reino branca)
1/2 limão taiti (suco)
Água quente qb
1 colher (sopa) rasa de manteiga
Azeite de oliva qb
Sal qb
1 porção de arroz branco

À diversão:
A primeira coisa que faço é temperar o peixe com 30 minutos a 1 hora de antecedência, marinada de sal, suco de limão e noz moscada ralada na hora.

Depois disso, escolho uma boa sartén com tampa, levo ao fogo com o alho, talinhos de coentro, manteiga e um traço de azeite.
E vamos adicionando e salteando os outros componentes da base, como agora a cenoura...
A cebola...
Os talos de salsão e o Old Bay (opcional)...
A pasta de tomates...
Metade dos tomates descascados e picados além de quanto baste de água quente... (a outra metade dos tomates vai por cima)...
A cebolinha pequena em anéis pequenos e sigo cozinhando...
...até que fiquem bem integrados. Confiro o sal, ajusto se necessário.
Separo uma parte dessa base e acomodo as postas do peixe.
Por cima adiciono a outra metade do tomate picado e...
... a base que retirei.
Deixo cozinhar em fogo médio por mais 20 minutos, podendo ser coberto ou tampado, dependendo de quanto se deseja reduzir o molho.
Finalmente, decoro com os anéis de cebolinha verde graúde e sirvo à mesa com arroz branco!
Serve 4 pessoas.

O pulo do Chef: Quem quiser pode tornar esse preparo ainda mais simples deixando de acrescentar os ingredientes opcionais e até outros menos comuns nos ensopados. Bastaria um picado de tomates e cebolas com sal e azeite e as postas temperadas por cima e pronto. Decisão é sua e recomendo alterar essa receita e preparar o que sua "mão" mandar.
Outros ingredientes também podem ser substituídos ou acrescentados, como a água quente por vinho branco (de boa qualidade), pimenta vermelha fresca picadinha, dendê no lugar do azeite, pimenta rosa, coentro em folhas, salsinha no lugar da cebolinha, etc. etc. etc...
Só insisto para que você não abra mão do peixe FRESCO, caso contrário o prato terá seu sabor bastante prejudicado.

Deixe aí abaixo sua avaliação com um simples clique.
Print Friendly and PDF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são muito benvindos e respondidos oportunamente, se for o caso. Aviso aos caros visitantes que precisei ativar o serviço de "verificação de palavras" para evitar Span nos comentários. Conto com sua paciência. Obrigado. Cozinha Ousada!