domingo, 1 de novembro de 2015

Panzanella

Alla ricetta...
Essa é uma salada simples e rústica que foi concebida pelos "contadini" estimulados pelas dificuldades apresentadas na época das "vacas magras" na Itália e tinha o objetivo de aproveitar os pães dormidos de uma forma criativa, saborosa e nutritiva. Como não poderia deixar de ser, hoje existem infinitas receitas e, praticamente, cada "famiglia" tem suas preferências de ingredientes. Aqui apresentamos uma opção conservadora da Panzanella
Ingredientes:
6 tomates maduros firmes picados em pedaços grandes
3 pepinos japoneses picados em pedaços grandes
1 cebola roxa grande picada em fatias finas
1 pão médio dormido (melhor se for tipo italiano) cortado em cubos grandes
Folhas frescas de manjerona (pode ser manjericão) rasgadas na hora qb
Azeite EVO* qb
Aceto* balsâmico qb
Sal qb
* ver glossário

À diversão:
Eu coloco os cubos de pão numa forma, rego com fio de azeite e levo ao forno pré aquecido a 180 graus para acordarem por aproximados 10 minutos. Se a salada for grande prefiro "fritar" em porções os pedaços de pão numa boa sartén de fundo grosso. Reservo.
Coloco todos os demais ingredientes - menos os temperos - numa outra travessa, misturo e reservo.
Só no momento de servir, junto as duas partes, salgo, rego generosamente com aceto balsâmico e azeite e mexo com as mãos.
Sirvo imediatamente.
Suficiente para 8 porções.


O pulo do Chef: Muitos outros ingredientes são usados nessa alternativa de salada, como azeitonas, abobrinha, alcaparra, batata, etc., etc. Até mesmo cubos de queijo ou embutidos, peito de frango grelhado, etc., podem ser adicionados. Claro que a cada ingrediente adicionado, a Panzanella fica mais distante da simplicidade e rusticidade originais.
Uma opção interessante de servir é esfregar levemente um dente de alho no fundo do prato momentos antes de servir a salada. Ela ganha um aroma interessante sem que o ingrediente esteja presente. Prove! Vale a pena se você for um admirador do aroma do alho.
Qualquer pão pode ser usado. Essa versão, por exemplo, está preparada com o mais comum dos pãezinhos tipo francês. Entretanto, fica melhor com o pão do tipo italiano, mais cascudo e massa mais consistente.

Deixe aí abaixo sua avaliação com um simples clique.
Print Friendly and PDF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são muito benvindos e respondidos oportunamente, se for o caso. Aviso aos caros visitantes que precisei ativar o serviço de "verificação de palavras" para evitar Span nos comentários. Conto com sua paciência. Obrigado. Cozinha Ousada!