terça-feira, 19 de maio de 2020

Cavaquinha, bem simplesinha

As cavaquinhas não são famosas, nem charmosas, nem tão bonitas como as lagostas. Dificilmente você vai ver um restaurante estrelado oferecer um prato com a Cavaquinha servida inteira numa travessa igualmente maravilhosa e colocada à mesa para o deleite visual dos clientes antes de ser devorada!
Claro! Elas são feias... talvez o melhor adjetivo seja horríveis. Parecem seres do outro mundo, comida de ETs ou coisa assim.
Entretanto... depois que você provar uma bem preparada, pobres lagostas! Aqui, pra não dizerem que elas estão solitárias, estão acompanhadas de batata, cebola e tomate, acompanhantes de baixa personalidade, justamente pra deixar a rainha reinar sem limites! 

Alla ricetta...
Ingredientes:
2 cavaquinhas de aproximados 500g cada
1 cebola cortada em rodelas grossas
2 tomates cortados em 4 gomos
2 batatas descascadas e cortadas em 4 gomos
Tomilho fresco qb
3 dentes e alho quebrados
Noz moscada qb
Pimenta do reino (opcional) qb
Vinho branco qb

Manteiga qb
Azeite EVO qb
Sal qb


À diversão:
A primeira coisa que é preciso fazer é separar a cauda da cabeça (estas devem ser reservadas para caldos), cortar as caudas ao meio na longitudinal, remover o intestino como mostrado na foto abaixo, lavar bem, secar bem, temperar e deixar descansar uns 30 minutos para perder ganhar temperatura ambiente.

Sobre papel absorvente para secar

Faço um pré cozimento nas batatas em água e sal para ajustar textura com os tomates e cebola. Escorro e reservo.
Agora já podemos iniciar o preparo, propriamente dito.
Levo duas sarténs ao fogo. Numa entro com azeite e manteiga e salteio os gomos de batatas pré cozidas, os gomos de tomates e as rodelas de cebola. Salgo e deixo dourar bem por todos os lados.
Na outra sartén entro com azeite e manteiga e salteio as metades das caudas das cavaquinhas, iniciando com as cascas para baixo.
Deixo pegar temperatura e cor. Dou um giro com a carne para baixo e deixo dois minutos.
Entro com vinho branco, desviro as caudas, tampo e deixo os vapores fazerem o cozimento.
Confiro o ponto espetando a ponta de uma faca, garfo ou palito. Fechou!

Empratamento: Faço uma meia lua com os acompanhantes e acomodo as caudas no centro dos pratos.
 Decoro com tomilho fresco e sirvo!
Duas porções. Bom apetite!


O pulo do Chef: os "pulos" estão todos aí... só não esqueça da suavidade da carne das cavaquinhas e não agrida esse animal tão especial!

Deixe aí abaixo sua avaliação com um simples clique.
Print Friendly and PDF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seus comentários são muito benvindos e respondidos oportunamente, se for o caso. Aviso aos caros visitantes que precisei ativar o serviço de "verificação de palavras" para evitar Span nos comentários. Conto com sua paciência. Obrigado. Cozinha Ousada!