sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Neck de Cordeiro com Cogumelos Paris

Antes de falar sobre esse prato recomendo a leitura - se ainda não leu - do artigo "Ousadia na Cozinha" que está postado aqui. Acho que ele explica o conceito de ousadia aqui presente e o uso do neck de cordeiro nesse prato.

A carne de cordeiro ainda é um produto caro se comparado com outras alternativas disponíveis. Sendo assim, ela ganha um ar de produto supérfluo, além de não agradar muitos cultural e religiosamente.
Lembro que uma vez eu estava "garimpando" ingredientes frescos nos mercados - coisa que adoro fazer - e acabei comprando "gato por lebre"... Vi uma carne de cordeiro por um preço bastante convidativo! Lembro que procurei imediatamente a data de validade, pois cheguei a pensar que estaria muito próxima, o que explicaria o preço menor. Na verdade, não prestei muita atenção e assumi que era um chambão de cordeiro, ou como é mais conhecido, um ossobuco de cordeiro.
Não era!
Ainda não havia me dado conta que era o pescoço de cordeiro e comprei alguns pacotes congelados aproveitando o preço. Voltei pra casa pensando como ia preparar, pesquisei meus livros... Pronto! Mãos-a-obra!
Foi somente durante o preparo que notei que os ossos do centro de cada peça eram irregulares, diferentes de um osso típico de perna de cordeiro. Prestei mais atenção ao pacote e percebi: Era um Neck de Cordeiro!!!
Eu já havia mentalizado o prato pronto e não desisto fácil de nada que decido fazer! Avanti! Andiamo al piatto presto!

Alla ricetta...

Ingredientes:
1Kg de neck de cordeiro
200g de cogumelos Paris frescos
100ml de suco de laranja
100ml de vinho tinto
1 colher (chá) de pasta de cebola, alho e sal (tempero pronto preparado em casa)
3 folhas de louro frescas
1 pitada de ervas de Provence
1 pitada de noz moscada ralada na hora
1 pitada de canela em pó
1 pitada de páprica doce
Cebolinas picadas para decorar
Água fervente qb
Azeite de oliva qb
Sal qb

Obseve o formato "estrelado" dos ossos!

Mão na Massa:
Eu tempero os necks com a pasta, folhas de louro, ervas de Provence, noz moscada, canela em pó e deixo descansar por uns 30 minutos. Em seguida selo todos eles já na caçarola que seguirá o cozimento com um pouco de azeite.
Depois de bem dourados adiciono o vinho, o suco de laranjas e uns 500ml de água fervente. Deixo cozinhar coberto por uma hora, vigiando sempre para que não falte água. Se necessário sigo adicionando água e no final verifico se a carne está cozida, ajusto o sal, se necessário.

Nesse meio tempo, limpo os cogumelos, corto os maiores em duas ou quatro partes e passo numa sarten pequena com azeite, sal e páprica.
A cor avermelhada é conferida pela páprica doce
Arranjo numa travessa de servir regando os ingredientes com o molho restante do cozimento e polvilho as cebolinhas.

O pulo do Chef: É muito bom aproveitar as características dos cogumelos frescos. Quando são assim eles ficam mais tenros... "al dente". Para manter essa característica não podem cozinhar muito... É uma rápida passada na sarten e pronto!


Serve 3 pessoas... como segundo prato 4.
Deixe sua avaliação aí abaixo com um simples click... Print Friendly and PDF

5 comentários:

  1. ESTE PRATO É UMA DELICIA E PODE SER ACOMPANHADO DE PURE DE MANDIOQUINHA OU DE ABÓBORA

    ResponderExcluir
  2. Eu estou super de acordo, mas tenho dúvidas se ficariam bem com os cogumelos de Paris. Talvez eles precisassem ser substituídos pelos pures.

    ResponderExcluir
  3. Eu queria saber como se prepara avuanti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sonia Sampaio, obrigado pelo prestígio de sua visita. Tenho bastante vontade de ajudar e responder sua pergunta, mas confesso que não compreendi exatamente o que vc quer saber. Poderia me explicar melhor? Obrigado.

      Excluir

Seus comentários são muito benvindos e respondidos oportunamente, se for o caso. Aviso aos caros visitantes que precisei ativar o serviço de "verificação de palavras" para evitar Span nos comentários. Conto com sua paciência. Obrigado. Cozinha Ousada!