sábado, 25 de junho de 2011

Berinjelas à Moda Japonesa

A Cesar o que é de Cesar, diz o ditado... Melhor dizendo: a Lincoln o que é de Lincoln!
Essa receita é de um grande amigo que tenho a felicidade e o privilégio de ter. Ela é do tipo que você ouve falar, lê o conteúdo, o modo de fazer e fica um tanto cético sobre o resultado. Será que é bom mesmo? Eu não falei nada pro Lincoln, mas isso aconteceu comigo! Começando pelo nome "...à Moda Japonesa" que por si só não convence muito. Mas depois que você prova, gosta tanto que fica tentando convencer outras pessoas que é muito boa, o que nem sempre é tarefa fácil.

Veja o que aconteceu comigo:

Uma noite dessas, como faço frequentemente na hora de deitar, eu estava "conversando" com minha Nonna Concchetta e, mais uma vez, pedindo perdão e recheando de novas e inúteis justificativas e explicações por ter ensinado ao Lincoln a receita preferida dela, o Bacalhau è Arrivato. Eu queria contar pra ela sobre a Berinjela à Moda Japonesa do Lincoln, mas logo que falei do nome da receita fui interrompido subitamente. Ela me perguntou:
Bimbo... e japonês sabe lá fazer berinjela?
- Não sei, Nonna. Ele faz e fala que a receita é da tia dele. Eu conheço a Tia Anita.... olha ela aqui no aniversário dele.
Peccato! E você acredita que ele não mudou nada? Não viu o que ele fez com o Bacalhau è Arrivato... a minha receita favorita?!
- Calma, Nonna, Não ficou ruim com a batata doce e o repolho que ele coloca por cima de tudo. Eu provei.
Accidenti! Não só provou como ajudou a fazer! Protestou ela, muito irritada.
- Vamos deixar isso pra lá, Nonna. Estamos falando da Berinjela à Moda Japonesa, a receita da tia do Lincoln.
Va bene, se é tia dele, ela também deve ser japonesa! Concluiu ela, continuando:
- E pensando bem, eu nunca vi nenhum japonês chamado Lincoln. Esse nome é americano e não japonês, Non è vero?!
È vero, Nonna! Mas o Lincoln é um cara especial.

Fui tentando concentrar o assunto na berinjela e desviar do bacalhau.

Nonna, a berinjela fica com um toque levemente adocicado muito bom.
- E não vai aquele tal de saquê?
- Não. O toque adocicado vem do açúcar no shoyu e gengibre.
- E você pode me explicar porque ele coloca saquê na minha receita de bacalhau?
Accidenti Nonna, de novo não! Foi só uma vez! E já falei com ele e me prometeu que nunca mais vai fazer isso.
Bene. Respondeu seca e arrematou:
Facciamo così: Deixamos o Lincoln com a Berinjela à Moda Japonesa e eu fico com a Parmigiana di Melanzane.

Foi uma conversa difícil. E olha que nem contei pra ela que ele não estabelece quantidades! Como pode? Pode! O Lincoln pode.
Essa foi feita lá em Cafelândia do Oeste, no Paraná, num dos jantares com amigos. A preparação é pura diversão... muita gente ajuda e não vou mencionar nenhum dos nomes pra não cometer injustiças.


Alla ricetta... (as quantidades abaixo são sugestões minhas)


Ingredientes:
4 berinjelas grandes cortadas em fatias de 1cm de espessura
1 maço de cheiro-verde bem picado
1 cebola grande picada em cubinhos
6 dentes de alho picados em cubinhos bem pequenos
2 gengibres picados (como os alhos)
200ml de Shoyu
Aji-no-moto qb
Óleo vegetal para fritar qb
Fondor (substitui o sal) qb
Açúcar qb

Cheiro-verde picado e reservado
Fondor

Mãos nas berinjelas:
Fritar as fatias de berinjelas em óleo até ficarem bem escuras. Deixar sobre uma grelha para que escorra o excesso de óleo para ser descartado. Reservar.
Dourar o alho em óleo quente. Depois do alho dourado, juntar o gengibre e dourar juntos. Reservar.
Misturar o shoyu com açúcar. Reservar.

Montagem:
Numa travessa, montar camadas com a seguinte composição e ordem: fatias de berinjela fritas, fondor salpicado, alho com gengibre, cebolas, cheiro-verde, aji-no-moto e shoyu com açúcar.
Repetir as camadas até terminar os ingredientes.
Deixar descansar por uns 30 minutos. Cortar todo o conteúdo em pequenos quadrados (como se corta uma pizza para servir no palito), revirar de baixo para cima e deixar descansar mais uns 30 minutos.
Servir com fatias de pão.
Como aperitivo serve 8 a 10 pessoas.

O pulo do Chef: A adição de açúcar no shoyu confere um toque adocicado contrastando com o composto alho/cebola/gengibre.

Deixe aí abaixo sua avaliação com um simples clique.
Print Friendly and PDF

21 comentários:

  1. Esta berinjela é muito boa, facil de fazer e quem experimenta quer comer sempre.
    abraços,obrigada pelas receitas sempre ótimas e testadas( o que é melhor).
    Cidinha

    ResponderExcluir
  2. Experimentei hj no aniversário de 60 anos do Lincoln e gostei muito! Breve farei em casa ;)

    ResponderExcluir
  3. Realmente, muito boa, uma delicia na verdade. Degustamos ontem, no aniversario do amigo Lincoln.
    A nona vai ter que se conformar...

    ResponderExcluir
  4. Ola,

    Como nao sei cozinhar muito bem, eu gostaria se saber a quantidade exata de oleo, Fondor e açúcar que devo colocar (principalmente de acuçar).

    Estou muito interessada e ficarei muito grata se vc puder responder.

    Claudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claudia, na verdade essas quantidades que vc pergunta são intuitivas, mas sugiro dissolver 1 colher se sopa de açúcar em 200ml de shoyu, 1 colher de sopa rasa de fondor para salpicar durante a montagem das camadas e quanto ao óleo, ele é usado para a fritura das berinjelas e esse não tem medida mesmo.
      Por último, sugiro que vc faça uma primeira vez e a partir disso vc já terá pego a mão.
      Boa sorte e depois me compartilhe aqui suas impressões. Um abraço, Erney Feltrin

      Excluir
    2. Maravilhosa a beringela !!!!

      Excluir
  5. Por favor, gostaria de saber se posso fritar as berinjelas no azeite.
    Obrigada,

    Ivone Landim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ivone. Antes de mais nada, obrigado pela visita e volte sempre. Vc pode sim utilizar o azeite de oliva no lugar do oleo vegetal. Nao esqueca de deixar escorrer bem o excesso de azeite antes de montar. Um abraco, Erney Feltrin

      Excluir
  6. Gostei muito da receita! Fiz e só recebi elogios!

    ResponderExcluir
  7. Me parece muito boa essa receita,contudo,qd vc a fizer
    pode me convidar k k k Hum sua comida é bem gostosa!

    ResponderExcluir
  8. Eu amo berinjela é irei fazê-las com certeza, já imprimir a receita. Só gostaria de saber se ao invés de fritar, passar naquela panela grande elétrica da Shoptime que não necessita de óleo e será mais saudável .
    nilzete@saude.gov.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nilzete, com certeza ficará mais saudável. Poderá perder um pouquinho do sabor, mas vai ganhar na outra ponta. Recomendo que vc use um pouquinho de azeite extravirgem de oliva para a montagem final. Vai ficar uma delícia. Obrigado pelo prestígio da sua visita e volte sempre.

      Excluir
  9. Olá não precisar deixar de molho na água e no vinagre para tirar o picante da berinjela?Grata Patrícia!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Giulia! Não precisa nada disso! Se vc notar bem o texto inicial, eu tb fiquei muito cético quanto ao resultado, mas depois de provar, garanto que fica muito boa! Ótima, na verdade e pra fazer justiça! Recomendo que vc prove, siga a receita, cumpra o passo-a-passo e depois compartilhe aqui suas impressões. Garanto que vai valer a pena!
      Outra coisa importante, faça seus ajustes de quantidades, temperos, etc, inclusive, se desejar, faça o procedimento que vc pergunta na sua berinjela e vamos ver qual será o resultado. Quem sabe a receita não fica ainda melhor do que já é!? Feliz 2015 a vc, obrigado pelo prestígio da sua visita e abuse do Cozinha Ousada. Erney Feltrin

      Excluir
  10. Estou com os pés de berinjela produzindo na minha horta. Vou experimentar a receita. Deve ser muito saborosa. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kimie, antes de tudo, obrigado pelo prestígio de sua visita. Siga a receita e garanto que vc vai se surpreender. Peço a vc que depois poste aqui suas impressões. Bom divertimento.

      Excluir
  11. Oi, eu fiz com o molho Blue Dragon 5 temperos chineses e ficou ótimo também. Abcs

    ResponderExcluir
  12. Vi essa receita num site português e, a primeira vista não acreditei que ficasse saborosa. Resolvi arriscar e, apesar da receita faltar quantidades tentei usar um pouquinho de bom senso para não saturar o prato com um ou outro tempero. O meu medo maior era saturar de gengibre, pois é uma raiz forte e acabaria por estragar a receita. Coloquei o dobro, em relação ao alho picado; deu certo não ficou um sabor agressivo, equilibrou.

    ResponderExcluir

Seus comentários são muito benvindos e respondidos oportunamente, se for o caso. Aviso aos caros visitantes que precisei ativar o serviço de "verificação de palavras" para evitar Span nos comentários. Conto com sua paciência. Obrigado. Cozinha Ousada!