quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Pão Preto Australiano mas nem tanto!

Esse pão, adocicado e com um toquinho amargo bem levinho, mais velho que andar pra frente, acabou conquistando fama entre os frequentadores da rede de restaurantes australiana Outback, onde adoram misturar doce com salgado - algumas vezes com bastante pimenta - e parece que o sucesso está consolidado.
Ainda que não tenha predominância na cultura alimentar dos brasileiros, parece ter caído nas graças do público mais jovem e frequentador do Outback. Melhor que as casas de fast food de cada esquina!
As coxinhas de frango super picantes são interessantes... As costelinhas de suino douradas com Karo são igualmente interessantes no sabor e na aparência. O chopp, estupidamente gelado, com uma "nata" de cristais de gelo é o grande diferencial. Não sou assíduo, mas já tomei e gostei bastante!

Outro dia ouvi alguém falar sobre os mistérios do pão preto australiano e tive até a impressão que sua receita era guardada como a da coca-cola, sob sete chaves! Fiquei admirado!
Imediatamente lembrei do velho Sbatto, o reservadíssimo Mario Sbattuto, grande estudioso da panificação, admirador dos seus mistérios e meu inspirador na panificação mais elaborada.
Há muito tempo, vizinho à casa do Sbatto, morava um "carcamano" que sabia tudo sobre os bovinos, suas raças, manejo, técnicas de reprodução, todos os cuidados enfim.
Não sei de muitos detalhes, pois na época não tive nenhum interesse, mas um dia o Sbatto recusou um convite da turma para um passeio porque tinha um compromisso de ensinar o vizinho a fazer um determinado pão. Esse vizinho estava de mudanças para a Austrália, pois aceitara um trabalho numa fazenda de criação de gado e não queria sentir saudades de um pão que ele adorava... Era exatamente um pão preto adocicado que Sbatto fazia como ninguém...

Depois de muitos anos, o que se ouviu sobre o aventureiro e evaporado vizinho foi que havia se radicado definitivamente na Austrália e abandonado suas atividades originais para dedicar-se à panificação. Mais que isso, aquele pão preto adocicado, que ele gostava tanto, passou a ser um dos principais produtos do seu negócio que havia prosperado amplamente por lá.

Bem, pouco importa se é fato ou apenas mais uma das tantas lendas. O que interessa é que a "propriedade" do pão preto adocicado pode não ser tão australiana como dizem por aqui!!!

Alla ricetta...
Ingredientes:
350g de farinha de trigo
150 de farinha de centeio
50g de cacau em pó solúvel
3 colheres (sopa) de açúcar mascavo
1,5 colher (chá) de sal
300ml de água morna
2 colheres (sopa) de margarina
¼ de xícara de mel
2 colheres (chá) de fermento biológico seco instantâneo
Fubá qb

Mão na Massa:
Numa batedeira de alta potência coloco para bater as farinhas (trigo e centeio), o cacau, o sal e o açúcar mascavo e vou acrescentando a água aos poucos. Depois de tudo bem misturado adiciono a margarina, o mel e o fermento e deixo bater por mais 10 minutos.
Deixo descansar por uma hora em temperatura ambiente.
Retomo a massa, divido em 4 partes iguais e modelo os pães em mesa enfarinhada com trigo e fubá.
Acomodo todos eles numa assadeira untada, cubro com um pano e deixo descansar até dobrar de tamanho.
Como ficam momentos antes de entrarem no forno
Pré-aqueço o forno a 180ºC e levo para assar até dourar, por cerca de 35, 40 minutos.

Assim é como eles saem do forno
Desenforno e deixo esfriar por 15 minutos antes de servir.
Fica bom com manteiga ou geléia.

O pulo do Chef: Corte fatias, leve ao forno por alguns minutos para formar uma superfície crocante e coma com sua geléia preferida ou manteiga!
Fica muito bom também passar manteiga nas fatias e colocar um pouco numa frigideira para tortar!

Deixe sua avaliação aí abaixo com um simples click...
Print Friendly and PDF

3 comentários:

  1. É bom demais! Experimentei da primeira receita, feita p/ teste....já achei muito bom. A segunda receita ( c/ os devidos acertos feitos pelo nosso Chef), esta aí em cima, foi unanimente aprovada pela turma do Workshop,alunos/as mais do que privilegiados.........Delícia de pão.....tão bom qto ao do Outback.....
    Sueli

    ResponderExcluir
  2. Olá,adorei as recitas de pães,vou começar por está,tenho uma dúvida...q tipo de batedeira vc usa...
    a minha não é muito potente,tem como fazer sem batedeira?obrigado
    Patrícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia. Eu uso uma KitchenAid, mas pode ser qualquer uma que tenha o gancho para massas. Existem muitas no mercado. Também é possível fazer sem uma planetária e nesse caso o trabalho de deixar a massa bem homogênea terá de ser feito com as mãos. Cansa um pouquinho, mas fica igualmente espetacular. Bom trabalho e bom divertimento acima de tudo. Depois, se puder, compartilhe aqui sua experiência com essa receita. Obrigado pelo prestígio de sua frequência no Cozinha Ousada. Erney

      Excluir

Seus comentários são muito benvindos e respondidos oportunamente, se for o caso. Aviso aos caros visitantes que precisei ativar o serviço de "verificação de palavras" para evitar Span nos comentários. Conto com sua paciência. Obrigado. Cozinha Ousada!